sexta-feira, 14 de outubro de 2011

JÁ teremos campeão este fim-de-semana? Pode ser que sim, mas também pode ser que ainda não. É que, embora seja uma verdade insofismável o facto de a Liga dificilmente poder desperdiçar o ensejo da renovação, se calhar agora mesmo, no Songo, o matematicamente possível ainda vai animando o ego “tricolor”.


À semelhança do ano transacto, por estas alturas, a discussão entre Liga Muçulmana e Maxaquene estava mais acentuada, porquanto a diferença pontual permitia aos “tricolores” ainda fazerem as contas com alguma certeza. Desta vez, à entrada para a 22ª jornada do Moçambola-2011, os 11 pontos de vantagem fazem com que os campeões nacionais gozem de uma magnífica tranquilidade na caminhada para a revalidação, a menos que aconteça um cataclismo do tamanho do mundo.





E, jogando ambos no domingo, a partir das 15.00 hortas, não haverá quaisquer possibilidades de actuar em função do desfecho do adversário, no dia anterior. Apesar de tudo, a Liga Muçulmana, caso vença no Songo, para onde se desloca parta enfrentar a HCB local, e o Maxaquene perca na visita ao Atlético Muçulmano, aí, sim, Artur Semedo e seus pupilos regressarão de Tete com o título na bagagem.





Mas estas são as conjecturas gerais, pois, especificamente, não resta a menor dúvida que a HCB, a actuar no Estádio 27 de Novembro, não pretenderá ser o trampolim para a festa muçulmana, daí se encontrar preparado para uma grande partida de futebol, diante de um oponente cuja característica é realmente jogar bem. Apesar de não se achar pressionada em nada, para a Liga Muçulmana, quanto mais cedo arrumar a questão do título, melhor.



Sobrevivendo agora na base do “se”, após ter desaproveitado os bons momentos que registou, o Maxaquene é, “a priori”, candidato a ganhar na visita ao Atlético Muçulmano, em jogo marcado para o campo da Liga, na Matola. Mesmo assim, porque ameaçada pela despromoção, a turma muçulmana vai se empertigar e discutir de peito aberto.



Neste momento com o horizonte virado para a melhoria da classificação, Desportivo, Ferroviário e Costa do Sol têm missões distintas.



Enquanto os “locomotivas” recebem amanhã, no Estádio da Machava, um Incomáti com menos possibilidades de ficar com os três pontos em disputa, a não ser que aconteça uma surpresa, os “alvi-negros” vão se travar de razões com um Matchedje que procura desenvencilhar-se dos lugares da despromoção. Já em relação aos “canarinhos”, a visita ao Ferroviário de Nampula deve ser encarada com máxima precaução, uma vez que os nortenhos estão a realizar um óptimo campeonato.





No Chiveve, o “derby” local já começou a mobilizar as atenções dos adeptos beirenses, que desde semana passada se digladiam em intermináveis prognósticos, mas com ambas as partes temendo a derrota, dada a situação periclitante em que se encontram. Sporting e Ferroviário encontrar-se-ão no relvado dos “locomotivas”, certamente com as bancadas a abarrotarem.





Em Vilankulo, o sossego ainda não é total, mas já se caminha para a tranquilidade. A recepção, amanhã, ao Chingale será mais uma prova à capacidade de reacção da equipa sob as ordens de Chiquinho Conde.

Testes complicados para os “canarinhos”

Basquetebol

.


Esta noite, no pavilhão dos “tricolores”, a partir das 20.00 horas, os”canarinhos” terão pela frente o Maxaquene, que semana passada sofreu um revés diante do seu vizinho e, por consequência, com menos um ponto. Já amanhã, às 19.00, o Costa do Sol estará no pavilhão do Desportivo face aos donos da casa, cuja entrada foi simplesmente fantástica.





Em relação aos outros desafios da terceira e quarta jornadas da prova máxima do calendário basquetebolístico da capital do país, hoje, Ferroviário terá como adversário Aeroporto, a partir das 18.30 horas, no pavilhão do Maxaquene, enquanto no recinto dos “alvi-negros”, à mesma hora, bater-se-ão A Politécnica e Real Sociedade.




Amanhã, na “catedral”, terão lugar os embates Maxaquene Politécnica (15.30) e Aeroporto-Universidade Pedagógica (17.30). No pavilhão do Desportivo, Real Sociedade defrontará Ferroviário, às 15.00 horas.

Na única partida de seniores femininos, após a interrupção devido aos Jogos Africanos e ao Afrobásquete Mali-2011, estará frente-a-frente A Politécnica B e A Politécnica A, no Desportivo, a partir das 17.00 horas.

“Golfinhos Sprints” arranca amanhã na piscina do Zimpeto

REALIZA-SE amanhã e no domingo a IV Gala Internacional Golfinhos Sprints, na Piscina Olímpica de Zimpeto, que se enquadra na comemoração do 16º aniversário do clube. Denominado também por Circuito Tri-Nations Clubs Gala, este evento constitui o intercâmbio anual entre o Golfinhos e clubes de Mpumalanga, na vizinha África do Sul, e da Suazilândia, dai que é rotativo.


O ponto de partida tem sido a vizinha Suazilândia, em Fevereiro, passando por Mpumalanga, em Setembro, e fechando em Maputo, em Outubro. Participam também neste evento os clubes moçambicanos e outros convidados ao nível do continente, casos dos clubes angolanos, com destaque para o 1º de Agosto.





Entretanto, até ontem inscritos 200 nadadores, dos quais 57 de Mpumalanga, 11 de Angola e nove da Suazilândia. Internamente, estão inscritos 22 do Centro Cultural do Banco de Moçambique, 16 do Grupo Desportivo de Maputo, 11 do Ferroviário da Beira, 20 do Clube Tubarões de Maputo e oito da Escola Internacional. O clube anfitrião é que tem mais inscritos (40).





O critério de classificação consiste na soma da pontuação conseguida pelos nadadores ao longo das competições em cada um dos três países. Os nadadores mais pontuados, em escalão e sexo, ganham prémios no final do circuito.





De salientar que o “Golfinhos Sprint” teve a sua primeira edição em 2008, por ocasião do 13º aniversário do clube.





Portanto, o torneio será disputado em três jornadas, sendo duas amanhã e a restante no domingo. Os três primeiros classificados, por prova, sexo e escalão etário receberão medalhas. Enquanto isso, os três clubes que obtiverem maior número de medalhas de ouro terão direito a um troféu.

Taça Universitária já ganha expressão

A TAÇA Universitária, lançada este ano com a finalidade de movimentar um vasto leque de modalidades desportivas, já começou a ganhar expressão, com o arranque do torneio de futebol.


Dividido em quatro grupos, uma com quatro equipas e as restantes com três, o torneio de futebol junta-se ao de futsal, a decorrer desde há três semanas.



À entrada para a segunda jornada, Tangará, Jornalismo, Geologia e UP lideram isolados as séries A, B, C e D, graças às vitórias sobre R-8 (3-1), Veterinária (1-0), ISUTC (2-0) e USTM (3-1), respectivamente.

Por seu turno, o torneio de futsal entra esta semana na terceira ronda. Dividido igualmente em quatro séries, o torneio está a registar uma forte concorrência em todas as séries.





Aliás, apenas as séries A e B têm já os verdadeiros líderes. Trata-se de USTM e Direito, com uma diferença de dois pontos sobre os seus mais directos perseguidores, respectivamente Medicina e UP. Nas séries C e D, regista-se partilha do comando entre Ciências e ISUTC, na primeira, UDM e Agronomia, na segunda.





JOGOS PARA AMANHÃ


FUTEBOL




Campo da Académica





Série Jogo Horas



C Geologia-Engenharias 12.45

D Medicina-USTM 14.30

A Tangarà-ISGECOF 16.00



Campo de Ciências







B Agronomia-Veterinária 13.30

A R-8 – DMI 15.00





FUTSAL



Pavilhão da UEM







B Arquitectura-ISCISA 07.50

D UDM-Agronomia 08.40

B UP-Direito 09.30

C ESCIDE-Ciências 10.15

A Economia-USTM 11.10

Desporto zambeziano de luto

MORREU na madrugada de terça-feira última o treinador principal do Vila Pita de Quelimane, José Manuel, vítima de doença. O finado já não gozava de boa saúde nos últimos dias, facto que o impossibilitava de se entregar de corpo e alma na preparação da sua equipa que participa na “poule” de apuramento da zona centro.


A morte de José Manuel ou simplesmente “Tuca Maia”, como carinhosamente era tratado em Quelimane, deixa um vazio para todos os desportistas ou pessoas com quem o finado privava.





O funeral de José Manuel será ainda esta semana na cidade da Beira, terra que o viu nascer em 1958.

Tuca Maia iniciou a prática do futebol no Ferroviário da Beira nos escalões de iniciação. Em 1974 ingressou no Ferroviário de Maputo no mesmo escalão e mais tarde nos seniores.





Depois de frequentar vários níveis de cursos de treinador futebol seguiu para Niassa onde desempenhou o papel de treinador principal do Matchedje e Aeroportos de Lichinga. Na Zambézia começou por treinar a equipa da AMODEG após a assinatura do Acordo Geral de Paz, Benfica, Ferroviário, Sporting, FC Gumula e Vila Pita.





José Manuel era igualmente o coordenador provincial do Fut-21, um projecto do Governo que visa a prospecção de talentos.

Em 2008, concluiu com sucesso o curso de treinadores na Universidade de Brasília.

Liga e UP partilham liderança do futsal

A LIGA Muçulmana, com menos um jogo, e a Universidade Pedagógica partilham a liderança do
Liga Muçulmana vs Procampo Kanes

, com 27 pontos cada, após a disputa da décima quarta jornada do certame que conta ainda com a participação de mais seis equipas, nomeadamente União Desportiva, Academia Militar Samora Machel, A Politécnica, Universidade Católica de Moçambique (UCM) nas faculdades de Direito e Educação e comunicação (FD e FEC) e a Sotel que ocupam as posições imediatas na tabela classificativa.


Nos jogos das duas últimas jornadas realizadas segunda e terça-feira a UCM/FEC goleou a Sotel, por sete bolas sem respostas, a União Desportiva venceu tangencialmente a UP, por uma bola sem concorrência, enquanto A Politécnica sucumbia perante a Academia Militar, por um concludente 11-7, e na partida entre as duas faculdades da UCM neste caso vertente a FD e FEC registou-se um empate a três bolas. A UP redimiu-se da derrota sofrida na jornada anterior tendo goleado a Sotel, por 15-4.





As próximas jornadas combinadas que se realizam a partir de hoje a domingo, tem os encontroUCM/FEC-UP, A Politécnica-Liga Muçulmana, UCM/FEC-Sotel, Liga Muçulmana-UCM/FD, Academia Militar-União Desportiva, Sotel-Academia Militar, UCM/FD-A Politécnica e UP-Liga Muçulmana.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Morreu o polvo adivinho

Depois de tantas adivinhações nos jogos do Mundial de Futebol da África do Sul, o polvo Paul morreu ontem, noticia o jornal português “polvo paul”, citando os responsáveis do Aquário de Oberhausen, na Alemanha, onde vivia.



Paul” ficou famoso por acertar os resultados de todos os jogos da Alemanha, no Mundial 2010, além de ter acertado a vitória da Espanha sobre a Holanda, na final do Campeonato do Mundo.

Dinheiro do Zimbabwe-Brasil sumiu!

A RECEITA do jogo amigável entre o Brasil e o Zimbabwe, que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) promoveu antes do Campeonato do Mundo, desapareceu e a partida virou um caso de Polícia. A empresa Kentaro, que tem os direitos sobre a organização dos jogos amigáveis da selecção brasileira, entrou na Justiça contra a Federação do Zimbabwe pedindo 620 mil dólares norte-americanos, que acredita que deve ser a sua renda da bilheteira.


Na altura treinada por Dunga, a selecção brasileira venceu, por 3-0, e o Presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, usou o jogo para promover a imagem do país, tendo feito questão, segundo a Imprensa estrangeira, de desfilar em campo depois de pagar 1,5 milhão dólares aos “canarinhos”.

O estádio estava cheio, de acordo com a mesma Imprensa. Mas os 640 mil dólares norte-americanos angariados pela bilheteira nunca foram encontrados nas contas da Federação de Futebol do Zimbabwe. A Kentaro abriu um processo à entidade nos tribunais suíços. Mas Rushwaya alega que a federação apenas “facilitou” o encontro e que a organização da viagem da selecção brasileira a Harare estava a cargo do Escritório de Turismo do Zimbabwe.

O escândalo é apenas um dos que afecta a presidente da Federação de Futebol do Zimbabwe, Henrietta Rushwaya, acusada de desvio de dinheiro e de usar a selecção africana para esquemas de apostas. O caso mais grave é a decisão de a federação zimbabueana usar uma equipa local para uma viagem pela Ásia, apresentando os jogadores como sendo a suposta selecção do Zimbabwe. Tudo não passaria de uma fraude. A equipa era do Monomotapa, que acertou acordos para sofrer derrotas por resultados pré-determinados, enquanto apostas eram feitas em casas pela Ásia.

Os detalhes do esquema foram revelados na semana passada e chegaram à FIFA, que estuda medidas de punição. O primeiro jogo sob suspeita é a derrota do Zimbabwe por 1-0 contra a Tailândia, em Dezembro. Quem teria organizado o resultado seria Raja Raj, apostador da Malásia e que chegou a sentar no banco de suplentes enquanto o jogo decorria. O tribunal em Harare confirmou a suspeita de que ele tenha pago a suposta selecção para ser derrotada. Mas a equipa africana perdeu por 3-0

Após o jogo, os atletas foram ameaçados e dois novos amigáveis organizados para que Raj recuperasse o seu dinheiro. Um deles foi contra a Síria. O acordo era de que o resultado final seria de 6-0. E assim ocorreu. Ao final, cada jogador da selecção falsa do Zimbabwe recebeu mil dólares norte-americanos de agradecimento.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

BASQUETEBOL-TAÇA DOS CAMPEÕES DE ÁFRICABasquetebol - Taça dos Campeões de África: Ferroviário-Desportivo: embate decisivo

QUEM acompanhará o Inter de Luanda à fase final da Taça dos Campeões de África de Basquetebol Sénior Feminino? Esta é a questão que se coloca um dia depois do início da segunda volta da Fase de Qualificação Zonal para a maior competição africana de clubes.



O Ferroviário do Maputo e o Desportivo, que medem forças entre si, a partir das 18.00 horas, no pavilhão do Maxaquene, lutam para ocupar a segunda vaga, uma vez que a primeira não deverá fugir à campeã angolana.

As “alvi-negras” partem mais confiantes e moralizadas para este duelo, se se atender que na primeira volta venceram as “locomotivas”, por 64-60. Este triunfo permitiu igualmente que as comandadas de Nazir Salé, campeãs africanas em 2007 e 2008, estejam em vantagem na classificação em relação ás de Armando Meque, e possam até festejar o apuramento para a fase final caso voltem a vencer.

Estes indicadores fazem com que as “locomotivas” estejam obrigadas a vencer por mais de quatro pontos, de modo a anular a vantagem “alvi-negra”. Conforme se pode depreender, está-se perante um jogo decisivo que pode desde já definir o representante nacional no “Africano” da Tunísia.

No que diz respeito àquilo que poderá ser o desenrolar do encontro, é de esperar que o vencedor só seja encontrado após o apito final dado o equilíbrio qualitativo entre os “teams”. Aliás, antevê-se que este confronto seja uma cópia do primeiro: muito competitivo, emocionante, com a incerteza no resultado a prevalecer.

O Inter de Luanda, líder da prova, fica de fora devido ao número ímpar de equipas.
BEIRENSES FRENTE AO 1° DE AGOSTO

Maputo, Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010:: Notícias


Em masculinos, a situação está praticamente definida. O 1º de Agosto já está apurado para a fase final e o Maxaquene, mais dia, menos dia, deverá também carimbar o passaporte. Mas enquanto matematicamente houver chances, o Ferroviário da Beira vai fazendo as contas.

Todavia, no jogo de hoje frente ao 1° de Agosto, pontuável para a quarta jornada, não deverá ajudar muito, visto que os beirenses não reúnem argumentos para travar o campeão africano.

As contas de apuramento do vice-campeão nacional ficaram comprometidas após a derrota com o Maxaquene. Por isso só um desaire dos “tricolores” fará com que os pupilos de José Delfino voltem a equilibrar as contas.

No entanto, a avaliar pelos adversários que o Maxaquene terá pela frente as probabilidades de perder são diminutas. Hoje o campeão nacional joga com o JBC do Zimbabwe e os dois não deverão fugir, a menos que aconteça um milagre.

O desafio mais difícil dos comandados de Inaque Garcia será, amanhã, com o UNZA da Zâmbia, mas mesmo aí superarão este obstáculo com maior ou menor dificuldade. No mesmo dia, o Ferroviário da Beira defronta o JBC.
Noutros jogos marcados para hoje, o NAPSA da Zâmbia mede forças, as 14:00 horas, com o UNZA na abertura da quarta ronda.


RESULTADOS E JOGOS



ONTEM


Femininos

Inter de Luanda (ANG)-Fer. Maputo (MOÇ) (81-44)

HOJE


Pavilhão do Maxaquene


14.00 h - NAPSA (ZAM)-UNZA Pacers (ZAM) (MASC)

16.00 h – Maxaquene (MOÇ)-JBC (ZIM) (MASC)

18.00 h – Fer. Maputo (MOÇ) -Desportivo (MOÇ) (FEM)
20.00 h – Fer.Beira (MOÇ)-1 de Agosto (ANG) (MASC)

CLASSIFICAÇÕES



MASCULINA


J V D B P

1° DE AGOSTO 3 3 0 320-168 6

Maxaquene 3 2 1 212-204 5

Fer.Beira 3 2 1 210-201 5

UNZA 3 1 2 184-249 4

JBC 3 1 2 198-255 4

NAPSA 3 0 3 227-274 3

FEMININA (1ª VOLTA)


J V D B P

INTER CLUBE 2 2 0 135-111 4

Desportivo 2 1 1 116-125 3

Ferroviário 2 0 2 119-134 2

Torneio de Preparação de Hóquei em Patins: Favoritos na senda das goleadas

O FERROVIÁRIO e o Desportivo estão a evidenciar uma super veia goleadora no Torneio de Preparação de Hóquei em Patins da Cidade do Maputo. Nas partidas da segunda jornada, realizadas na última quarta-feira, os “locomotivas” humilharam o Maxaquene, por 13-0, enquanto os “alvi-negros” impuseram uma pesada derrota ao Estrela Vermelha, por 7-1.



Ambas as equipas lideram a prova com seis pontos, embora os “locomotivas” tenham um melhor índice no “goal-average”. Os comandados de Pedro Tivane marcaram em dois golos 33 golos e sofreram apenas dois, números de fazer inveja a qualquer equipa, enquanto os de Pedro Pimentel somam 19 marcados e o mesmo número de sofridos.

Na primeira jornada, o Ferroviário goleou o Estrela Vermelha, por 20-2. O Desportivo bateu o Maxaquene, por 12-1.Na próxima jornada realiza-se o sensacional embate Ferroviário-Desportivo.

MOÇAMBOLA-2010 - Será que a Liga vai festejar?

A LIGA Muçulmana caminha a passos largos rumo ao título do Moçambola-2010. A três jornadas do fim da prova, precisa apenas de um ponto para se sagrar campeã nacional e isso pode já acontecer domingo, bastando para tal um empate frente ao Maxaquene, seu adversário e concorrente mais directo na luta pelo ceptro. Será que a Liga conseguirá os seus intentos? A ver vamos.



Mas a luta nesta ponta final do Moçambola não se resume apenas ao título, mas também à manutenção, onde a peleja é muito mais renhida, se atendermos que até o Ferroviário de Pemba, lanterna vermelha, com 19 pontos ainda se pode salvar. Pelo que cada um vai usar todas as armas disponíveis para enfrentar os seus adversários.

Para já vamo-nos concentrar no topo tabela da classificativa, onde a ansiedade é maior, porque no domingo a Liga Muçulmana pode suceder o Ferroviário do Maputo, tornando-se no novo campeão nacional, mas acreditamos que o Maxaquene, que não baixa os braços, porque também ainda tem chances de chegar ao trono, vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para adiar a festa dos “muçulmanos”.

Porém, por aquilo que tem sido a prova até ao momento, achamos que a Liga vai mesmo festejar, porque só o empate, com ou sem golos, será suficiente para que o faça. O jogo é domingo, às 15:00 horas, no relvado dos “tricolores”, lá nas bandas da Machava.

O Ferroviário, que matematicamente ainda tem hipóteses de chegar ao título, desloca-se ao terreno escorregadio do Chiveve onde vai defrontar o seu homónimo, num encontro em que os beirenses vão dar o tudo, porque ainda não têm a manutenção assegurada.

O Costa do Sol e o Desportivo, que têm tido prestações para esquecer este ano, vão jogar em frentes diferentes. Enquanto os “canarinhos” recebem o Sporting da Beira, os “alvi-negros” visitam o Vilankulo. Ambos os jogos realizam-se amanhã, data em que ainda teremos o FC Lichinga-Textáfrica e Atlético-Matchedje. Aliás, o FC Lichinga é obrigado a jogar em Maputo em virtude de o seu campo ter sido interdito pela Federação Moçambicana de Futebol na sequência dos distúrbios protagonizados pelos seus adeptos no encontro da Taça de Moçambique. Finalmente, amanhã, a HCB recebe o aflito Ferroviário de Pemba.

A avaliar pelos despiques desta ronda, portanto a 24ª, tudo indica que haverá muitas mexidas na tabela classificativa, principalmente na cauda.

FIFA suspende membros envolvidos em escândalos de corrupção

A FIFA decidiu na última quarta-feira suspender temporariamente dois dos seus membros executivos, nomeadamente Amos Adamu, presidente da Federação da Nigéria, e Reynald Temarii, presidente da Confederação de Futebol da Oceânia, de toda e qualquer actividade relacionada ao futebol, seja administrativa, desportiva ou outra.



A decisão, que tem efeito imediato, foi tomada após o exame do envolvimento de ambos, suspeitos de corrupção no processo de escolha dos países-sede dos Mundiais de 2018 e 2022.

Depois de ouvir Adamu e Temarii, o Comité de Ética considerou necessária a suspensão temporária enquanto a investigação estiver em andamento, levando em conta a gravidade do caso e a probabilidade de que haja havido violação dos Estatutos, do Código de Ética e do Código de Disciplina da FIFA. Além disso, o Comité de Ética analisou o caso de quatro dirigentes — Slim Aloulou, Amadou Diakite, Ahongalu Fusimalohi e Ismael Bhamjee — suspeitos de terem violado os Estatutos, o Código de Ética e o Código de Disciplina da FIFA no processo de candidatura aos Mundiais de 2018 e 2022. Eles também foram suspensos temporariamente de participar de toda e qualquer actividade relacionada ao futebol.

A FIFA abriu processo contra os dois membros do Comité Executivo no último dia 18 e solicitou ao Comité de Ética que conduzisse uma investigação independente e minuciosa sobre as denúncias. O Comité de Ética voltará a se reunir em meados do próximo mês para tomar uma decisão final sobre o caso, depois que tenham sido reunidas mais informações e provas sobre os seis acusados
.

A decisão de suspender temporariamente esses dirigentes é plenamente justificada e não deve ser questionada", disse o presidente do Comité de Ética da FIFA, Claudio Sulser. "As provas apresentadas hoje (quarta-feira) convenceram-nos a adoptar essa medida cautelar, pois julgamos que as condições para tal foram satisfeitas e que ela será fundamental para proteger a integridade do processo de candidatura às edições de 2018 e 2022 da Copa do Mundo da FIFA. Estamos determinados a manter a política de tolerância zero em todos os casos de violação do Código de Ética."

Também a pedido da FIFA, o Comité de Ética decidiu abrir investigação sobre os supostos acordos entre federações filiadas à entidade e os seus respectivos comités de candidatura envolvendo a escolha das sedes da Copa do Mundo em 2018 e 2022. A conduta configuraria violação do documento de registro de candidatura e do Código de Ética. A decisão sobre o caso também será tomada na reunião do Comité de Ética no próximo mês, após investigação cuidadosa.