quinta-feira, 2 de julho de 2009

Mundial 2010: Greve põe em risco conclusão dos novos estádios

Uma greve dos trabalhadores da construção civil poderá pôr em risco a conclusão das obras de quatro dos cinco novos estádios que acolherão os jogos do Mundial de futebol da África do Sul, em 2010.

Logotipo do Mundial 2010
O alerta foi dado pela Federação dos Empreiteiros de Engenharia Civil da África do Sul (SAFCEC), esta quarta, depois dos sindicatos terem apresentado o pré-aviso de greve e a federação ter interposto nos tribunais um pedido de ilegalização da decisão sindical.

Os sindicatos da Construção (BCAWA) e do Sector Mineiro (NUM), que convocaram a greve, manifestaram o desejo de fazer desta paralisação sectorial “a maior de sempre na história do país”, caso os empregadores não aceitem satisfazer as suas reivindicações, a principal das quais é um aumento salarial de 13 por cento.

A concretizar-se, a greve poderá atingir as obras de construção dos quatro estádios ainda em fase de acabamento (Soccer City, Green Point, Mbombela e Moses Mabhida), falhando os prazos estipulados pela FIFA, bem como do comboio de alta velocidade Gautrain, o novo aeroporto de Durban e outras infra-estruturas fundamentais para a realização do Mundial de 2010.

Outras obras relevantes para a economia sul-africana, como a da gigantesca central energética de Medupe e a zona industrial de Coega, também poderão sofrer atrasos significativos.

1 comentário:

Lepidóptero disse...

passei para ver o que escreves e como escreves zacarias. abraxos de Lepidoptero